Governado e Dividido pelos Dragões

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: Governado e Dividido pelos Dragões

Mensagem por Peti em Qua Jan 27, 2010 12:58 pm

Thalagyrt
(O Velho Senhor da Memória)


Este dragão das brumas muito antigo reside em uma rede de cavernas úmidas e gotejantes na margem do Mar das Espadas, a norte do Porto Llast. Ele resguarda-se tanto quanto possível, e muitas pessoas que habitam as proximidades não sabem que ele existe. Seu hobby é coletar e relembrar valiosos conhecimentos arcanos das raças inteligentes que residem no Norte (tais como itens singulares de tesouros ou itens mágicos), mas se alguém é obrigado a negociar informação para obter o desejado conhecimento vindo dele, deve superar seu desgosto por ser perturbado.

Thalagyrt pode empregar suas próprias magias para projetar (como imagens tridimensionais) cenas que vivem em sua memória — e sua mente possui milhares e milhares de tais memórias, algumas delas surpreendentemente importantes para humanos, elfos ou outras raças civilizadas (ele tem feito uma coleção de imagens mentais de pessoas mortas e outros que desejam dividir e preservar recordações de eventos).

Um visitante que persuadir (geralmente pelo pagamento de grandes quantias de moedas de ouro) o Velho Senhor da Memória, por exemplo, pode ver e escutar o confronto na sala do trono em Suzail, onde o erguido Azoun confronta os traidores que procuravam assassiná-lo… ou um delicado e sussurante encontro de amor entre o grandes magos Elminster e Simbul, a Rainha-Bruxa de Aglarond. Estes são, porém, dois exemplos de, literalmente, milhares de cenas, algumas destas cruciais para o entendimento das agora desmoronadas alianças de heróis, governantes e vilões há muito tempo mortos.

Thalagyrt ignora o conceito dracônico de domínios e evita combater qualquer outro ancião que encontra. “Apenas deixe-me sozinho” pode bem ser seu mote. Isto significa que ele é tímido, mas não covarde. Se forçado a lutar, ele supostamente poderá convocar (vindo de longe, por meios mágicos) uma rápida e poderosa ajuda dos Escolhidos, dos Arautos, de Malchor Harpell e de outros que valorizam o conhecimento que ele preserva.
avatar
Peti
Viciado
Viciado

Mensagens : 387
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 36
Localização : Onipresente

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Governado e Dividido pelos Dragões

Mensagem por Peti em Qua Jan 27, 2010 12:59 pm

Tostyn Alaerthmaugh (A Chama Argêntea)

Este orgulhoso e impulsivo dragão de mercúrio adulto jovem esté rapidamente surgindo para a proeminência nas noticias diárias do Norte, porque ele procura estar “no” centro de tudo que é importante que ocorre. De temperamento quente e ainda galante e variável em seus gostos de desgostos, Tostyn é alegre e entusiasta por natureza, e passa seu tempo lançando-se no alto, mergulhando para fazer ataques ou giros baixos no ar. Ele reside nas profundezas do Lago Eterno, no coração dos Charcos Eternos, mas passa pouco tempo em seu “lar”.

Tostyn fez seu covil onde descobriu uma invisível coluna de ar que mantém a água fora de uma mansão subterrânea (provavelmente antigamente a residência de um mago poderoso). Agora ela abriga sua coleção de magias ou simplesmente valiosos autômatos, barcos e coisas por demais estranhas. Seu proprietário é muitas vezes encontrado em algum lugar próximo de Águas Profundas, gabando-se sobre “ser uma parte das coisas”. Até magias terem sido colocadas para afastá-lo, ele havia desenvolvido completamente o hábito de “estraçalhar” grupos locais de nobres de Águas Profundas. Domínios não significam nada para ele — ele apenas leva em consideração o suficiente para evitar cometer o grave erro em encarar dragões muito maiores e mais antigos. Ele não odeia ninguém até cruzar com atos perversos ou cruéis; oponentes que “jogam pelas regras” são respeitados. Ele despreza criaturas que usam venenos ou trapaças mágicas, mas ele é essencialmente alegre e vive para o momento; rancor e contendas não são para ele.
avatar
Peti
Viciado
Viciado

Mensagens : 387
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 36
Localização : Onipresente

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Governado e Dividido pelos Dragões

Mensagem por Peti em Qua Jan 27, 2010 1:00 pm

Valamaradace
(A Rainha Dragonesa de Lua Argêntea)


A Rainha Dragão é uma dragonesa de ouro antiga raramente vista pelos humanos, exceto como Targarda, uma ágil e pequena mulher humana de aparência “élfica” (sua forma preferida quando em raras investidas em lugares civilizados).

Valamaradace reside com seu cônjuge, o dragão de prata adulto Deszeldaryndun Asa Argêntea, na Montanha Flutuante, uma gigantesca, rocha oval oca que é mantida no alto por suas magias (que também a envolve em brumas e a direciona para qualquer lugar quando ela desejar). Geralmente ela paira baixo sobre as florestas a oeste de Everlund, ou ao sul de lá, nas fronteiras da Floresta Alta. O casal dragão refere-se a ela como “Asa Leve”. Valamaradace determina as fronteiras de seu dividido domínio (detalhado sob a descrição de Deszeldaryndun). Ela própria se preocupa em patrulhar suas fronteiras e planeja como melhor administrar seus assuntos, da mesma maneira que um humano diligente considera um estimado jardim. Seu companheiro trata com a maior parte dos intrusos e criaturas “civilizadas” dentro do território, enquanto Valamaradace se preocupa em remover árvores e plantas doentes, plantando novas, equilibrando luz e sombra, pântano e terra seca, e assim por diante, para criar uma terra tão rica em flora e estável de fertilidade quanto puder. Ela está constantemente ocupada “ajustando o balanço” das coisas vivas e refinando suas magias para lhe dar um controle maior sobre seu domínio — e armas mais afiadas em batalha.

Criaturas de tendência neutra são toleradas como viajantes em seu domínio, mas não como residentes; criaturas de tendência maligna são destruídas ou expulsas quando detectadas (o que tem levado algumas criaturas de tendência benigna e Harpistas a descrever o domínio de “o Paraíso”).

Valamaradace é gentil e de voz suave; ela repreende orgulho e arrogância a sempre que os encontre — e acha que muitas criaturas benignas demonstram tais defeitos em demasia para o mundo. Ela usa os dons dados a ela para o beneficio de todos, de modo que ninguém possa estar faminto ou em necessidades no Paraíso. Criaturas que tomam vantagem desta posição para vagar longos dias aqui esperando por comida de graça e esmolas são visitadas por superiores, credores ou outros (enviados pela Rainha Dragão) para serem “mandados de volta para destinadas tarefas”.
avatar
Peti
Viciado
Viciado

Mensagens : 387
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 36
Localização : Onipresente

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Governado e Dividido pelos Dragões

Mensagem por Peti em Qua Jan 27, 2010 1:01 pm

Voaraghamanthar
(O Ancião da Lagoa, A Morte Negra)


No coração da Lagoa dos Cadáveres, o vasto pântano costeiro entre Leilon e Águas Profundas, reside o dragão negro Voaraghamanthar. Este saqueador do pântano evita outros dragões que penetram na Lagoa ou a declaram como parte de seu domínio e se diz que ele possui estranhos poderes — ele é hábil em emergir subitamente do fundo das águas sempre tranqüilas do pântano, em interpretar e entender inteligentemente, e ser paciente e humilde como um sábio humano, além de estar em dois lugares ao mesmo tempo.

Este último poder é devido à verdadeira natureza do ancião: ”Voaraghamanthar” são, na verdade, dois dragões negros adultos gêmeos idênticos que se posicionam como um dragão em seus relacionamentos com intrusos dentro da Lagoa e com membros do Culto do Dragão. Seus nomes verdadeiros são Voaraghamanthar e Waervaerendor, mas eles se dirigem um ao outro pelos nomes abreviados Weszlum e Wulzour — ou seja, quando precisam realmente falar. Os gêmeos dividem um vínculo empático e trabalham juntos sem nenhum traço de inveja. Imagina-se que eles estão procurando a imortalidade (assim como todos os dragões) — por isso seus relacionamentos com o Culto. Os Seguidores do Caminho Escamoso têm, até aqui, sido inábeis em convencer Voaraghamanthar a procurar qualquer coisa além do que os completos e exaustivos detalhes da transformação em dragão lich.

Eles também aparentam estar interessados nos tesouros que possam estar situados sob as águas turvas da Lagoa (relíquias de reinos humanos do passado) e em espreitar sob a água ou deitados no leito do lago quando outros dragões estão próximos — não, aparentemente, por medo, mas por que eles não estão interessados em disputas com outros dragões.


Última edição por Peti em Qua Jan 27, 2010 1:06 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Peti
Viciado
Viciado

Mensagens : 387
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 36
Localização : Onipresente

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Governado e Dividido pelos Dragões

Mensagem por Peti em Qua Jan 27, 2010 1:02 pm

Zundaerazylym (A Anciã Sorridente)
Esta dragonesa de aço antiga não possui um domínio real, mas considera a cidade de Inverno Remoto seu território, defendendo-a contra outros dragões que ousam se revelar ou tentam dominar seu habitantes. Batalhas a excitam tanto que ela gargalha e assovia quase constantemente; portanto, seu apelido.

Zundaerazylym morou “oculta” em Inverno Remoto por anos, tomando a forma de dragão somente para lutar contra um mago invasor da Irmandade Arcana e para devorar um par de wyverns que moravam muito próximos, nos Rochedos. A Anciã Sorridente se coloca como Amundra Nelaerdra, uma alegre, gorducha e fofoqueira lavadeira e costureira. Mais do que uma vez a “Lavadeira Sorridente de Inverno Remoto” contrabandeou convidados importantes para fora da Máscara, um notório salão de festas, em gigantescas cestas de lavanderia, permitindo-lhes evitar confrontos com rivais, parceiros, superiores ou admiradores. A dragonesa de aço possui um acordo com a proprietária da Máscara, a conjuradora Ophala Cheldarstorn, que algumas vezes ajuda Zundaerazylym com suas magias.

Zundaerazylym gosta de aventureiros, é desconfiada de magos que não conhece, e não gosta de tiranos de todos os tipos, de pessoas governando sobre outras em ruas estreitas e até de reis que mal tratam seu povo e tentam conquistar novos territórios; mais do que uma vez ela ensinou aos marinheiros de Luskan e magos aventureiros pretensiosos uma lição – geralmente atraindo-os para lugares privados ao se colocar como uma garota flertadora de taverna, então mudando para a forma de dragão com as mandíbulas rangendo e dando risadas selvagens. Entretanto, ela deixa aqueles que ela aterrorizou fugirem ilesos, mas ela também tem sido conhecida por romper o cajado de um mago, rasgar mantos vestimentas ou quebrar a espada de um marinheiro, e o braço que segura.
avatar
Peti
Viciado
Viciado

Mensagens : 387
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 36
Localização : Onipresente

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Governado e Dividido pelos Dragões

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 2 Anterior  1, 2

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum