Anabeth de Hermes

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Anabeth de Hermes

Mensagem por Marcelo Marques em Sex Maio 20, 2011 8:09 pm

Prólogo de uma Ladina Arcana

Grécia - Época dos deuses e de heróis como Perseu, Orpheu e outros que se tornaram deuses por seu feitos e tambem por serem filhos de divindades com humanos - os semi-deuses. Na era em que é comum deuses irem ao plano dos humanos e se relacionarem com os mesmos, voltar ao Olimpo e dessas aventuras nascerem crianças que crescem achando que seu pai ou sua mãe morreram ou os abandonaram, fazendo com que parte destes órfãos de pai ou de mãe os odiassem ou simplesmente ignorassem o que realmente teria acontecido com eles.

De acordo com que essas crianças chegavam a adolecência, as mesmas sempre descobriam algo "especial" dentro delas. Umas descobriam que eram mais fortes que outras nos torneios de lutas, outras que tinham uma mira excepcional com arco e flexa, e várias que seguiam os deuses porque segundo elas, sentiram o "chamado" dos deuses em seus sonhos.

Contudo , para esses jovens que além de acompanharem as mudanças de seus corpos precocemente, havia tambem as "habilidades especiais".

Para essas crianças existia por longas eras um acampamento, onde diariamente aprendiam a manejar uma espada, decifrar um pergaminho e conhecer a história dos deuses locais (e supostos pais). Nestes acampamento cada jovem aprendiz era escolhido para um dos dois grupos que dividiam o acampamento. Esses grupos eram divididos de acordo com a experiencia de cada jovem, ou seja, se um seguidor ou filho de um deus fosse o mais experiente de acordo com a habilidade para vencer os desafios do acampamento, carregava o estandarte com o simbolo de seu deus e os seguidores de todos os outros deuses respeitavam e faziam parte do grupo. Esses jovens experientes eram chamados de líderes, e estes escolhiam suas equipes de acordo com a tendencia dos seus deuses. Foi em uma destas escolhas, que uma jovem de cabelos curtos e espetados com uma pequena trança fina na parte traseira do mesmo que por sinal é castanho claro assim como seus olhos amendoados e sempre atentos, chamou a atenção de outros campistas.

Para um campista participar dos torneios e gincanas promovidas pelo mestre Quíron, este deveria ser reclamado por seu deus, e este não era o caso da campista que andava quieta, sempre em silencio e de poucoa amigos, que não estava apta para ser convocada para os jogos.


[continua...]
lol!
avatar
Marcelo Marques
Noob
Noob

Mensagens : 91
Data de inscrição : 01/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Marcelo Marques em Sex Maio 27, 2011 8:17 pm

Com certeza, esta jovem iria ficar de fora, mas Quíron, o senhor e instrutor do acampamento, resolveu mudar a regra das equipes e decidiu encaixá-la no torneio. Ele foi a frente dos líderes, Thalia da equipe de Athena que tinha como aliados os filhos de Hefesto, Hera, Apolo, Hercules e outros deuses menores, e Clarisse da equipe de Ares que tinha como aliados Hermes, Demeter, Poseidon e outros deuses. Quíron disse em alto e bom som:
- Senhoras e senhores, líderes Thalia e Clarisse, uma de vocês terá que incluir aquela moça ali!

Quiron aponta para a jovem deslocada.

- Anabeth! - Venha até aqui!
E a moça de cabelos curtos, espetados e roupas de couro justas se aproximou.
- Qual de vocês duas, ou melhor, quais das equipes ficará com Anabeth?

Neste momento, as líderes Thalia e Clarisse, Quíron, Anabeth e todo o acampamento ficaram em silêncio enquanto os sátiros, ninfas e dríades do local abriram caminho e uma lufada de vento passou por todo o acampamento numa velocidade tão grande que nenhum dos presentes do acampamento conseguiu acompanhar quem ou o quê era.
Neste momento Clarisse deu seu sorriso de bárbara e disse:

- Eu e todos os aliados de Ares - o meu pai - ficaremos com Anabeth!
Thalia consentiu e não disse nada.
Então Quíron pediu a palavra:

- Então que Anabeth seja incluída na equipe de Clarisse!

Os tambores de guerra foram erguidos para o alto e sátiros ressoavam com suas flautas.


Continua...
avatar
Marcelo Marques
Noob
Noob

Mensagens : 91
Data de inscrição : 01/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Marcelo Marques em Sex Jun 10, 2011 9:59 pm

- Que começem a caçada à bandeira! - Disse Quíron.
As equipes se afastaram uma das outras e fizeram suas estratégias e neste momento Clarisse se aproxima de Anabeth e diz:

- Eu sei quem é o seu patrono e sei que ele se revelará ao final da caça à bandeira.
Anabeth olha para Clarisse.
- Se revelar? Vamos ver.
- Faça o que eu disser no momento certo, porque é você que nos dará a glória nesta batalha.
- Batalha? Isto é apenas uma caça a bandeiras...
- Minha cara, sou filha de Ares, e para mim todo jogo é uma batalha!
- Tá certo, entendi...
Quíron fica no alto do acampamento e soa a trombeta dourada. Isso faz com que todos os campistas corram montados e sigam suas estratégias para vencerem o desafio.
Thalia guia sua equipe com bastante sabedoria e calma, porem Clarisse vai com tudo e cerrando os dentes, impressionando Anabeth com a cavalgada em busca da vitória da bárbara filha de Ares.
Em um determinado momento em que muitos campistas se perderam e outros desistidos, Clarisse e Anabeth avistam os estandartes numa parte mais alta da floresta. Quando Clarisse ameaçou partir em direção aos estandartes, Anabeth tomou sua frente.

- Espere.
- Silencio.
- Está facil demais.

Clarisse se irrita e ameaça.
- Silencio? Olhe, os estandartes estão ali, logo a nossa frente! - O que estamos esperando?


Continua...
avatar
Marcelo Marques
Noob
Noob

Mensagens : 91
Data de inscrição : 01/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Marcelo Marques em Qui Jun 16, 2011 5:44 pm

- Clarisse, observe como devemos pegá-las.
Anabeth desce do cavalo e encontra uma armadilha pronta para ser ativada.
- Veja filha de Ares, acabei de desativar esta armadilha, olhe para o alto da arvore.
- É verdade, vejo uma rede enorme pronta para nos capturar!
- Sim, agora desca do cavalo e faça menos barulho possível.
Clarisse estava impressionada com a movimentação rápida e silenciosa de Anabeth ao redor das árvores próximas às bandeiras.
Anabeth faz sinal e aponta para Clarisse na direção das bandeiras.

- Olhe, não estamos sozinhos.
- Maldita, se pudesse a jogaria no tártaro!
Era Thalia, que estava acompanhada do seguidor de Hefesto, Luke Martelo Dourado e observando com toda a calma os Estandartes.
Clarisse não se conteve e partiu com tudo em direção à Thalia que reagiu instantaneamente:

- Luke! Detenha-la que irei retornar com os Estandartes para o acampamento!
- Claro Thalia!
O filho de Hefesto apesar de ser um excelente ferreiro e artesão, era tambem conhecedor das artes mágicas. E talvez não fosse uma boa hora para isso.
Quando ele fez o gesto de lançar a magia na direção de Clarisse, ele percebeu que ela não estava mais memorizada em seu repertório.
Neste momento era tarde demais porque a filha de Ares foi com toda sua força para cima de Luke que caiu desacordado na beira de um lago.
Thalia ficou sem entender o que acontecera pois Luke jamais tinha esquecido uma magia já preparada. Foi aí que ela percebeu que sua espada não estava mais embainhada e que mísseis mágicos brilhantes e reluzentes explodiam no peitoral de couro da filha de Athena.
E uma mão segurando os Estandartes surgia so breu profundo que arrebatava na floresta. Era Anabeth que caminhava lentamente e que jogara a espada de Thalia no chão próximo aos pés de sua dona.



Continua...
avatar
Marcelo Marques
Noob
Noob

Mensagens : 91
Data de inscrição : 01/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Marcelo Marques em Ter Jul 12, 2011 9:03 pm

- Da próxima vez, diga ao seu companheiro para prestar atenção ao redor quando estiver conjurando magias, e você na sua espada, porque hoje, a glória será de Clarisse que não precisou sequer erguer a espada contra você.
Thalia estava muito surpresa, caminhou meio cambaleante até sua espada e se curvou a Anabeth.
Clarisse ergueu o braço direito de Anabeth e bradou:

- A vitória é nossa!
Quíron apareceu por entre as árvores e exclamou:
- A equipe de Clarisse filha de Ares e seus aliados, é a vencedora da caça as bandeiras!
Clarisse entra em extase e levanta Anabeth com tamanha facilidade e rodopia com ela.
- Eu sabia que você me ajudaria a vencer a caça as bandeiras!
- Você é a estrategista da guerra e não eu.
- Eu sei quem é o seu patrono.
Neste momento, um símbolo começa a se desenhar sobre a cabeça de Anabeth - era um caduceu com duas cobras enroscadas se encarando com duas asas em sua base. Era o símbolo sagrado de Hermes.
Ele ficava girando sobre a fronte de Anabeth e mudava sempre do amarelo para o branco e reluzia com muita intensidade.
Clarisse põe novamente Anabeth no solo.

- Eu sabia que Hermes é seu pai.
- Não entendo, como ele pode ser meu pai se eu não sou uma semi-deusa? Apenas sinto um vínculo muito forte com o portifólio dele...
Quíron se aproxima.
- Talvez mais adiante você descubra seus poderes e habilidades de semi-deusa, mas hoje você mostrou que realmente é descendente de Hermes, o que muito tempo não acontece, até porque ele é um viajante e por isso é dificil encontrar um descendente dele no Olimpo, e tudo que você faz tem a benção dele.
O símbolo desaparece aos poucos.
Clarisse afirma:

- Anabeth, suas habilidades são de um típico seguidor, ou no seu caso filha de Hermes, e ele acabou de te reclamar na frente de todos nós.
Anabeth sente um forte sopro de vento por entre seus curtos fios de cabelo e fecha os olhos.



Continua...
avatar
Marcelo Marques
Noob
Noob

Mensagens : 91
Data de inscrição : 01/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Marcelo Marques em Seg Jul 25, 2011 8:03 pm

Uma voz ainda não ouvida antes, surge de repente na mente de Anabeth.
- Anabeth.
- Anabeth.
- Filha...

- Não me chame de filha!
- E porque não?
- Porque você pode simplesmente estar querendo me reclamar para impressionar os seus irmãos do Olimpo.
- Você está louca?
- Não. Apenas quero uma prova que é meu pai.
- Anabeth, desde o momento em que estava sendo gerada, eu te acompanhei até hoje. Infelizmente sua mãe morreu no seu nascimento e você teve que ir para um orfanato. Logo depois você teve que ir para um orfanato e depois transferida para cá, para o acampamento dos futuros semi-deuses.
- Isso por enquanto não me prova nada...
- Anabeth, não me surpreende que você esteja desconfiada, é típico da mocidade de vocês jovens que por toda a era, discute com seus deuses. Você está pronta. Vá e siga o caminho que os deuses irão lhes propor...
- Eu faço o meu caminho!
- Tudo bem Anabeth, com o tempo vou provar que sou seu pai.
- Está aqui seu livro de magias, que já está escrita nele a principal magia de meu portifólio, a velocidade. Isso lhe ajudará e muito com o seu estilo. E este símbolo lhe protegerá sempre.
- Vá para terras distantes, longe deste lugar, quem sabe para outros planos, busque novos amigos e faça riquezas, que tenho certeza que você voltará um dia como herói olímpica.
- Jamais esite em fazer o que você acha que é certo.
- Eu sou o deus mensageiro, da velocidade e dos ladinos. Onde você for levará o meu nome mesmo não sendo uma clériga.
- Era essa a mensagem que eu queria te falar.

E nesse momento, a voz de Hermes desaparece da mente de Anabeth, e ela volta aos poucos ao acampamento onde todos estão lhe observando.

Continua... bounce
avatar
Marcelo Marques
Noob
Noob

Mensagens : 91
Data de inscrição : 01/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Marcelo Marques em Ter Ago 02, 2011 9:51 pm

Clarisse intercede Anabeth:
- Pelo visto seu pai deu as caras.
- Isso não prova que ele é meu pai, quero uma prova maior!
- Anabeth, você ainda quer uma prova? Com o tempo ele lhe dará mais provas.
- Clarisse, desejo muito que isso realmente aconteça, porque seguirei meu próprio destino e pretendo voltar como heroína olimpiana!
- Disso não tenho duvida, aliás Clarisse tambem retornará como heroína.- Disse Quiron.
Logo após a discussão, todos voltaram ao acampamento e descansaram em seus chalés.
Depois de um dia bastante movimentado e agitado, Anabeth tenta repousar em seu chalé mas é interrompida por outros filhos de Hermes que estão super curiosos com sua habilidade de usurpar magias do oponente.
Anabeth não diz nada e pede para se afasterem porque ela precisa descansar.
Em alguns minutos, Anabeth descansa e sonhos vem à sua mente. Começa a se formar imagens de uma região próxima chamada Tessália.
Ela caminha por entre rochas e muitas pedras, e começa a ouvir novamente uma voz bem familiar onde ela já distingue no exato momento em que é falada.


Comtinua...
avatar
Marcelo Marques
Noob
Noob

Mensagens : 91
Data de inscrição : 01/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Marcelo Marques em Ter Ago 09, 2011 9:51 pm

- Anabeth, este é o caminho.
- Siga em frente que encontrará o que estais procurando. Sei que duvidas de mim, mas provarei que sou seu pai.
- Você tem as mesmas ambições que eu e és uma viajante e uma caçadora de recompenças.
- Seu tesouro verdadeiro está além daquela passagem.
- Você conehecerá aliados e inimigos que mudarão sua vida.
- Te guiarei até ela e além dela...

O sonho termina quando Anabeth acorda com o coração acelerado e muito suor caindo sobre a manta que a cobria.
Após brigar bastante com a manta para tentar dormir, enfim Anabeth consegue repousar e acordar no dia seguinte.
Anabeth acorda, olha para as suas coisas, observa seu livro de magias e passa a ponta dos dedos sobre a magia que foi escrita por Hermes.
Ela levanta e vai até os aposentos de Quiron.
Ao se deparar com o centauro olimpiano, ela pede a sua ajuda.

- Quíron! Tive um sonho estranho e peço a sua orientação!
- O que foi, minha jovem?
- O que te afliges?

- Meu sonho...Hermes me guiava até uma saída...Nas montanhas...
- Onde ficava essas montanhas?
- Eu conheço bem, era Tessália...
- Tessália?
- Isso! O que significa Quiron?
- Vamos até lá Anabeth!
- Mas Quiron, não posso sair do acampamento, os outros e todos os chalés estão de olho em mim...


continua...
avatar
Marcelo Marques
Noob
Noob

Mensagens : 91
Data de inscrição : 01/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Marcelo Marques em Ter Ago 16, 2011 8:28 pm

- Até onde sei minha jovem, você tem habilidades para sair daqui sem eles te notarem...
- É verdade! Você tem toda razão Quíron! Então vamos!
Então Anabeth usa toda sua habilidade furtiva, se escondendo por entre as sombras dos chalés, sem fazer o mínimo de barulho.
Nota-se tambem que ela faz tudo isso com muita rapidez. E Quíron, com toda sua experiencia e sabedoria, consegue acompanhar Anabeth sem fazer muito barulho com os cascos...
Após algum tempo, o famoso centauro e a jovem semi-deusa que renega seu pai, chegam as montanhas de Tessália.

- É aqui Quíron! Estou reconhecendo este local.
- É igual ao meu sonho!

- Agora Anabeth, só falta encontrar a passagem!
- Hum...se não me engano...deixa eu ver...
- É ali! Vamos!

A dupla chega até um local onde existe uma enorme fenda por entre as rochas das montanhas.
Muitos bardos contam que foi por essa fenda onde Hércules e Orfeu passaram para ir ao mundo inferior.
Bom, são apenas contos...

- É aqui, olhe
Anabeth mostra a passagem para Quíron. O centauro observa e contempla a passagem.
- É este o momento Anabeth. Siga o que o seu coração está pedindo.
- O meu coração busca uma resposta clara sobre a minha origem. Esta é a minha missão. Creio que minha busca esteja lá. E com certeza Quíron, retornarei para a Grécia com toda a glória que um herói pode ter.
- hum...Tenho certeza que seu pai ficará orgulhoso de você. Estarei lhe aguardando ansiosamente...
- Diga a Clarisse, que ainda irei revê-la...
- Sim, é claro minha jovem.
Neste momento Anabeth dá um longo e apertado abraço em Quíron.
- Quíron, obrigado por tudo. Voltarei.
- Minha jovem, tenho certeza que voltará, e até breve!
Os dois se despedem e Anabeth deixa cair algumas lágrimas no rosto alegre em saber que dará um grande passo em busca do que procura. Anabeth, entra na passagem, dá o último aceno de mão para o centauro.
Com uma velocidade mais rápida que a bareira do luz e do som, Anabeth é tranportada para um lugar conhecido como os Reinos Esquecidos, ou Faerun. E para ser mais exato, em Chessenta.
E aqui começa uma missão para Anabeth, onde encontrará e perderá amigos, mas sempre continuará em frente, em busca da real missão que é voltar a Grécia como herói.
Será que veremos a glória de Anabeth?

.........................................................................................................................

E aqui termina o prólogo de uma Ladina Arcana.
avatar
Marcelo Marques
Noob
Noob

Mensagens : 91
Data de inscrição : 01/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Ragnar LodBrok em Ter Ago 16, 2011 8:49 pm

Veremos a glória de Anabeth e ela casará com Konia e reinarão na Grécia! hahahahaha História legal!
avatar
Ragnar LodBrok
Jogador
Jogador

Mensagens : 241
Data de inscrição : 15/01/2010

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Marcelo Marques em Qui Ago 18, 2011 9:48 pm

Rs, Vamos ver, tudo pode acontecer!!!!
avatar
Marcelo Marques
Noob
Noob

Mensagens : 91
Data de inscrição : 01/04/2011
Idade : 37

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Anabeth de Hermes

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum