ARCANO Mitologias

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

ARCANO Mitologias

Mensagem por Xande em Qua Maio 11, 2016 9:55 pm

Espaço para a rica mitologia do universo do Arcano
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

OLIMPIANOS

Mensagem por Xande em Qua Maio 11, 2016 9:57 pm

Os Olimpianos são muito antigos, criados no início dos tempos pelos titãs primordiais para combaterem os deuses. Muitos no entanto se voltaram contra seus mestres antes do fim da guerra e quando os deuses finalmente venceram, estes olimpianos foram poupados da destruição. Apesar de perdoados pelos deuses olímpicos, não havia espaço para eles na nova ordem natural do mundo e então foram exilados em Thespides, onde fundaram a cidade de Olímpia em homenagem ao Monte Olimpo, morada dos deuses olímpicos que os perdoaram e lhes concederam alguns poderes. Cada olimpiano ainda vivo incorpora um domínio divino em seu ser e, com poucas exceções, procuram viver em harmonia entre si e com o universo em seu isolamento dos planos. Através da história eles por muitas vezes foram confundidos pelos mortais com os próprios deuses olímpicos, heróis semi-deuses e até mesmo com os titãs que os criaram.

Todos os olimpianos possuem aparência de humanos em corpos perfeitos. Alguns, entretanto, como Íris, Aetherea e Teleute, possuem asas enquanto outros possuem características únicas, como Talassa, que possui corpo de sereia.

  Os olimpianos mais conhecidos são:



Hyperion (Sol, Clérigo 35, LB), Adrastheia (Destino, Clériga 22/Oráculo Divino 10, CB), Galatea (Heroísmo, Guerreira 20/Campeã Divina 5, CB)



Atalanta (Coragem, Guerreira 24, CB), Valkyria (Retribuição, Paladina 24, LB), Althea (Cura, Privilegiada 24, CB)



Cratus (Força, Bárbaro 20/Esmagador 5, CB), Niobe (Viagem, Ranger 24, CB), Adranus (Ofícios, Mago 10, Especialista 20, CB)



Coeus (Conhecimento, Mago 20,/Mestre do Conhec. 10, N), Íris (Celeridade, Feiticeira 18, CB), Teleute (Morte, Clériga 25, N)



Mnemosyne (Mentalidade, Clériga 30, CB), Atreus (Purificação, Monge 20, LB), Pomona (Plantas, Druida 20, CB)



Thalassa (Água, Clériga 25, N), Geos (Terra, Clérigo 25, N), Aetheria (Ar, Clérigo 25, N)



Phaethon (Fogo, Clérigo 25, N), Pholtus (Inquisição, Clérigo 20, LN), Thala (Magia, Maga 20/Arquimaga 5, N)  



Icarius (Libertação, Clérigo 20, CB), Altheus (Guardião, Guerreiro 20, LB), Menoetius (Nobreza, Guerreiro 20, CB)



Pallas (Guerra, Guerreiro 30, CB), Alephos (Equilíbrio, Clérigo 30, N), Dion (Tempo, Clérigo 30, N)



Telesto (Competição, Ranger 10/Monge 10, CB), Mimas (Destruição, Bárbaro 20, CN), Therion (Animais, Druída 20, CB)



Erídano (Enganação, Ladino 25, CN), Éos (Renovação, Clériga 20, CB), Phoebe (Lua, Feiticeira 20, CB)



Haecalia (Ilusão, Maga 20, CB), Edora (Família, Clériga 20, CB), Dione (Encantamento, Feiticeira 20/Barda 10, CB)



Éris (Ódio, Clériga 20/Feiticeira 15, NM), Incabulos “Decadência” (Peste, Clérigo 20, CM), Apolia “Derrota” (Sofrimento, Lâmina Maldita 20, CM)


Poderes e Habilidades: Todos os olimpianos possuem posto divino zero e contam com magias e poderes de seu Domínio, bem como uma habilidade única relacionada a este Domínio. Além disso, cada olimpiano possui arma, armadura e outros itens mágicos criados por Adranus, Thala ou Hyperion.


Última edição por Xande em Sex Abr 14, 2017 11:49 pm, editado 19 vez(es)
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

VECTRA

Mensagem por Xande em Sex Maio 13, 2016 8:19 pm

Vectra, antes conhecida como Khefera, era membro do grupo de aventureiros thayanos conhecidos como os Dedos Rubros, que geralmente atuavam como agentes dos Magos Vermelhos de Thay, rastreando e recuperando relíquias místicas e artefatos para seus mestres arcanos por toda Toril e além. Há cerca de trezentos anos atrás, eles receberam a missão de tomar um poderoso artefato conhecido como Poder Primordial, um resquício das energias liberadas durante a criação do multiverso. O poderoso ítem se encontrava na posse do mago tiefling Gorgûl, que então procurava um meio de usar o Poder Primordial para obter poder divino, mas que ao mesmo tempo temia experimentar o item em si mesmo.


Vectra

Quando os Dedos Rubros chegaram no santuário de Gorgûl, houve uma grande batalha que resultou na morte de quase todos os membros do grupo, com exceção de Khefera, a qual o mago poupou com o objetivo de utiliza-la como cobaia nas pesquisas com o Poder Primordial. Utilizando magia e ciência, o mago fez terríveis experimentos no corpo da jovem e as grandes energias míticas liberadas durante os processos infundiram-se em cada célula de Khefera, alterando sua estrutura corporal para sempre. Como efeito colateral, grande parcela do Poder Primordial foi canalizada e armazenada em seu corpo, conferindo a ela diversos poderes que eventualmente a tornaram capaz de resistir e se libertar de seu monstruoso tormento. Seu primeiro ato foi utilizar esses novos poderes para castigar Gorgûl. Após uma luta épica que destruiu todo seu santuário, o mago escapou por pouco por um portal, tirando dela sua vingança imediata.


Gorgûl

Khefera mudou seu nome para Vectra e por quase dois séculos passou a caçar o mago por todo o multiverso, utilizando sua supervelocidade e demais poderes que recebeu do Poder Primordial e quando finalmente o encontrou, descobriu que o tiefling havia manipulado uma pequena parcela do Poder Primordial durante os experimentos para lhe conferir alguns poderes. Gorgûl também finalmente lhe revelou que objetivo dos experimentos não só era obter o poder divino supremo, mas também criar a companheira perfeita para governar os reinos divinos com ele, pois havia se apaixonado por Khefera desde o primeiro momento em que a viu, durante a batalha com os Dedos Rubros em seu santuário. Um estranho sentimento tomou conta de Vectra, cuja vida estava entrelaçada com a do mago por tanto tempo que parecia não haver mais nada em si além dos dois. Além disso, graças a Gorgûl, ela agora possuía um poder quase divino e podia realizar feitos maravilhosos, além da capacidade de qualquer mortal. Assim, logo não demorou para ela mesma se apaixonar por seu antigo captor e os dois passaram a viver juntos até serem capturados pelos Aresianos e serem usados como gladiadores nos jogos em seu Plano Arena.


Vectra

Poderes e Habilidades: Vectra possui força, constituição e destreza excepcionais é capaz de se mover a velocidades extraordinárias e pensar à velocidades sobre-humanas. Ela consegue correr e voar quase à velocidade da luz sem o uso de qualquer equipamento especial ou artifício mágico e seu corpo é resistente aos efeitos da fricção, redução de oxigênio e impacto cinético enquanto se move a supervelocidades. Ela também possui um metabolismo acelerado e pode se curar muito mais rapidamente que um humano normal. Sua velocidade permite que ela realize proezas tais como criar ventos com a força de um ciclone, correr em superfícies verticais, criar muralhas de vento, atravessar corpos de água, criar explosões sônicas e até voar. Para todos os efeitos, considera-se que Vectra está sob constante efeito das magia velocidade e movimentação livre e é tão rápida que por alguns instantes por dia parece estar sob o efeito de parar o tempo. Além disso, Kefera adquiriu poder equivalente ao de posto divino zero: seu corpo alterado parece ser virtualmente imortal e imune ao envelhecimento, doenças, venenos, eletricidade, frio, ácido, transmutações e injúrias convencionais, além de possuir Resistência à Magia e resistência ao fogo. Atualmente Vectra também está de posse de um bastão que lhe confere habilidade viagem planar.


Última edição por Xande em Qui Jun 02, 2016 12:08 am, editado 3 vez(es)
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

NIDHOGG

Mensagem por Xande em Seg Maio 16, 2016 9:42 pm

O ser conhecido como Nidhogg (Níðhöggr) assemelha-se a uma descomunal serpente (ou dragão) que devora as fundições da Árvore dos Mundos, a estrutura cosmológica de Abeir-Toril. A valquíria Kundr (simplesmente conhecida como Valkyria entre os Olimpianos) também o chamou Jörmungandr, um aspecto da Serpente do Mundo, e contou a Vectra que o monstro vive aprisionado nas "raízes" da "grande árvore", bem abaixo no oceano, e seu tamanho e comprimento são tão vastos que ele é capaz de circundar a esfera do planeta. Nidhogg "mastiga" sua prisão com o intuito de se libertar e, em seu ódio, conforme os milênios se passaram, a criatura não se tornou mais capaz de distinguir entre os deuses que foram seus algozes no passado e os demais da atualidade. No decorrer de todo este tempo, ele passou a se considerar como aquele que julgará os panteões de serem dignos ou não de existirem.


Nidhogg julga um antigo panteão "não merecedor"

Recentemente, Nidhogg foi libertado por alguma razão (ou por um ser por alguma razão) desconhecida e passou a destruir e devorar diversos pequenos panteões que julgava não merecedor de sua posição no cosmo, até que tivesse força e energia suficiente para se aproximar dos grandes panteões, mais poderosos. A criatura foi enfrentada pelo panteão Angani, que provou-se digno perante ela e a convenceu de parar sua cuzada contra os deuses, pelo menos temporariamente, e voltar para as profundezas do oceano. Ainda com seus poderes não totalmente restabelecidos, não se sabe se Nidhogg foi aprisionado novamente na base da Árvore dos Mundos ou se vaga livre.

Poderes e Habilidades: Nidhogg é imortal e muito poderoso, utilizando-se de uma grande gama de habilidades, como sopros de energia, capacidade ilimitada de teleporte, viagem planar, abrir portais, além de imunidades à magias divinas e habilidades sobrenaturais e similares à magia de divindades, além de possuir extraordinária Resistência a Magias (RM) e à vários elementos. Ele também pode convocar um grande exército de homens-serpentes e lobos atrozes, o qual usa para aniquilar seguidores dos deuses a quem julga negativamente.


Última edição por Xande em Sab Abr 15, 2017 12:10 am, editado 7 vez(es)
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARCANO Mitologias

Mensagem por Xande em Seg Maio 16, 2016 10:01 pm

Postem aqui quem vocês gostariam de ver aqui no próximo post: Selina, Éon, Sekher, os Aresianos ou a Criatura Nêmesis.
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARCANO Mitologias

Mensagem por Peti em Dom Maio 22, 2016 5:05 pm

Minha ordem de leitura: Sekher,Aresianos,Éon,Selina, Criatura Nêmesis
avatar
Peti
Viciado
Viciado

Mensagens : 387
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 36
Localização : Onipresente

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARCANO Mitologias

Mensagem por Peti em Dom Maio 22, 2016 5:11 pm

Fodas as imagens dos Olimpianos.
avatar
Peti
Viciado
Viciado

Mensagens : 387
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 36
Localização : Onipresente

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

SEKER-HUNEFER

Mensagem por Xande em Ter Maio 24, 2016 8:44 pm

Seker era um semi-deus que chegou a Toril a mais de 3800 anos atrás com outras divindades de Heliópolis com o objetivo de libertar o povo mulan, na época escravizados pelos mestres imaskari. Como os outros deuses mulans, ele criou uma incarnação de si mesmo quando chegou a este Plano e, juntos, libertaram e guiaram o povo mulan e fundaram o reino de Mulhorand. Seker era uma divindade relacionada ao céu do crepúsculo, ressurreição, proteção de tumbas e aos artífices, bastante respeitado por deuses e mortais por sua sabedoria e imparcialidade, servindo como conselheiro de seus Reis-Deuses. Ele também compunha uma tríade com os deuses Ptah e Osíris.


Seker, semi-deus do crepúsculo


No fim da primeira guerra ente Mulhorand e Unther, há 3345 anos, ele se casou com sua bela sumo-sacerdotisa Nefertisi (também filha mais nova do Faraó), cuja beleza era comprada a da própria deusa Ísis. Como presente de casamento, a deusa Nephtys tornou Nefertisi imortal para que pudesse acompanhar seu marido por toda a vida. Com Nefertisi, Seker teve um filho chamado Takmet, que deu origem a uma longa linhagem de vizires mulhorandi.

No entanto, Seker foi morto a 2455 anos atrás, no último dia da Guerra do Portal Orc, pelo deus orc Bahgtru, filho de Gruumsh, momentos antes dos deuses de Mulhorand derrotarem e expulsarem os deuses orcs. Ele recebeu um grande funeral, velado por toda Mulhorand e para ele foi construída uma pirâmide pelas mãos dos próprios Reis-Deuses, onde seu corpo mumificado foi sepultado. Nefertisi, entretanto, possuída por enorme desgosto pela morte de seu amado, dá fim a sua própria vida imortal e é sepultada juntamente com seu marido. Com o passar dos séculos os dois foram sendo quase que totalmente esquecidos, a não ser para uma linhagem de sacerdotes que formaram um secto secreto de adoradores do semi-deus morto.


Nefertisi, esposa e sacerdotiza de Seker

Ao fim do Tempo das Pertubações, sua essência divina foi transportada para o Plano Astral, onde é guardada, juntamente com as de outros deuses mulan mortos na Guerra do Portal Orc, pelo misterioso deus Anúbis. Uma pequena parte do seu poder no entanto não foi transportada para os reinos astrais, permanecendo em seu corpo mumificado no interior da sua pirâmide e foi manipulada pelo deus Seth por motivos misteriosos, com o intuito de desperta-lo como um hunefer, no que foi ajudado pelos sacerdotes remanescentes do semi-deus morto iludidos com o retorno de seu patrono.  O corpo mumificado de Seker se ergueu de seu sarcófago impulsionado pelo desejo de vingança por sua morte e a de Nefertisi, e de adquirir o poder de trazer de volta à vida sua amada, agora presa à condição de fantasma devido ao fato da magia de Nephtys ainda agir sobre ela.


Seker-Hunefer

Agora conhecido como Seker-Hunefer, ele procurou recuperar sua essência divina, embora a separação da carne (o hunefer) e do espírito (a essência divina no Plano Astral) seja incrivelmente difícil de ser superada - na verdade, sem que se desse conta,  Seker era agora  uma criatura completamente diferente, impulsionada pela memória do antigo poder de seu corpo, mas destinado a jamais possuí-lo, uma corrupção de seu antigo aspecto como uma divindade relacionada à ressurreição. Assim, em sua completa ignorância e desejo por poder, ele coloca em moção diversos planos para reviver Nefertisi, conquistar ulhorandi e, principalmente, para retornar a seu estado de divindade.tais planos foram frustrados por agentes dos deuses mulhorandi e pela Aliança Brilhante, um grupo de aventureiros de Faerûn. Seker-Hunefer foi destruído pelo citado grupo na floresta de Wealdath a 11 anos atrás, logo antes da conclusão de seu plano mais ambicioso: um ritual que o teleportaria ao Plano Astral justamente onde se encontra sua essência divina para tentar se unir diretamente a ela.

Poderes e habilidades: Seker-Hunefer é a múmia de um semi-deus e possui um resquício de seu antigo poder. Ele pode se deslocar e se mover com velocidades incríveis. Sua antiga aura divina se tornou uma terrível aura de desespero e sua simples visão pode fazer com que seus observadores fiquem paralisados de medo. Ele possui algumas das magias que conhecia em vida e é muito resistente à golpes físicos e à magia, embora seja bastante vulnerável ao fogo (fraqueza que ele procura sobrepujar com magias e items mágicos). Seu antigo dom de cura e ressurreição foi transformado em um toque de podridão que inflige uma horrível doença em quem quer que ele toque e que pode transformar suas vítimas caídas em múmias sob seu controle.


Última edição por Xande em Sab Abr 15, 2017 12:26 am, editado 14 vez(es)
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ARESIANOS

Mensagem por Xande em Ter Maio 24, 2016 11:29 pm

Os aresianos foram criados há muito tempo em um distante multiverso pelo deus Ares, a partir de fadas, para lutar contra os olimpianos e os titãs remanescentes. Ele se utilizou de antigas magias e rituais que aprendeu dos próprios titãs primordiais que eliminou, para transformar as pequenas criaturas da natureza em poderosos guerreiros de grande estatura e força física. O processo, que empregou a essência dos próprios titãs mortos também amplificou a magia nata das fadas, tornando os aresianos ainda mais mortais.  


Aresianos

Ao fim da guerra entre deuses e titãs, sem mais inimigos para combater, os aresianos se voltaram contra o próprio Ares e os outros deuses olímpicos e então foram banidos para um semi-plano prisão. Por decreto divino, os aresianos são incapazes de sair desta prisão planar, mas construíram construtos imbuídos com parte de seu poder para explorar o multiverso e, com o decorrer das eras, descobriram e aprenderam sobre infinitas formas de vida. Seus construtos passaram a ser modificados para capturar espécimes dentre as mais variadas raças de todos os planos de existência e leva-los para o mundo prisão dos aresianos, onde eram estudados e avaliados sob a ótica mais importante para a raça: o combate.


Caçadora aresiana

Não demorou muito tempo e seu mundo havia se transformado em um complexo de arenas e campos de caça e de batalha, repletos dos mais variados seres que combatiam entre si e contra os aresianos em jogos cada vez mais mortais. Durante todo este tempo, os aresianos não conheceram oponentes a altura de seu poder e técnicas de combate, até que recentemente capturaram os membros da Aliança Eterna e da Aliança Brilhante, que venceram batalhas após batalhas nas arenas aresianas, incluindo os mais famosos gladiadores da raça, até venceram seu próprio Imperador. Uma revolta de prisoneiros se seguiu, libertando todos os cativos e derrubando os aresianos, que terminaram tendo seu Plano-Arena selado pela deusa Manú, a verdadeira arquiteta de sua queda.


Spheara

Poderes e habilidades Os aresianos possuem atributos físicos e mentais superiores. Parte do poder dos titãs primordiais corre por seu corpo e eles aprenderam muito cedo a manipular este poder para produzir os mais variados efeitos, como disparar rajadas de energia, resistir a magias e danos físicos, aprimorar suas perícias, potencializar os efeitos de suas magias e maximizar suas capacidades físicas ao limite, realizando proezas extraordinárias. Eles são guerreiros orgulhosos e extremamente poderosos, rivalizando-se com os próprios titãs e semi-deuses.


Última edição por Xande em Sab Abr 15, 2017 12:31 am, editado 1 vez(es)
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

ÉON

Mensagem por Xande em Qua Jun 01, 2016 7:51 pm

Max Greenwald foi criado desde os 5 anos de idade pelos druídas do Círculo Verdejante de Pedra Musgo. Ele e seu irmão mais velho foram salvos das mãos dos assassinos do restante de sua fanília por um membro do Círculo e foram treinados como patrulheiros desde a infância, patrulhando os santuários druídicos e élficos na floresta de Wealdath. No decorrer de sua vida, Max presenciou as terríveis atrocidades que o mundo civilizado inflige ao mundo natural. Desmatamentos de bosques antigos, destruição de santuários naturais, caça predatória aos animais e até mesmo assassinato de membros do Círculo Verdejante foram gerando em Max um crescente ódio pelos homens. A situação piorou quando seu irmão foi assassinado por exploradores de madeira vindos de Amn.


Max Greenwald

Max passou a procurar por formas de adquirir poder suficiente para salvar a floresta e destruir a civilização em toda Thetyr e além. Suas idéias e ações no entanto não receberam o respaldo dos druídas e Max se tornou um renegado, guiado apenas pela vingança e pelo princípio básico da "sobrevivência do mais apto". Eventualmente ele descobriu o paradeiro do lendário artefato conhecido como Trono da Pedra Verde, cujas antigas histórias do Círculo Verdejante druídicas relatavam que quem nele se sentasse receberia o poder do Fogo Esmeralda, tornando-se um semi-deus. As lendas provaram ser verdadeiras e Max adquiriu um grande poder, transformando-se em um ser mudado e auto-denominando Éon.


Éon fase 1

Apesar de ter adquirido grande poder quando sentou-se no Trono, as terríveis intenções de Éon foram impedidas pela Aliança Brilhante e aliados élficos. Pior: um dos membros do grupo, uma jovem druída chamada Selina Greenleaf, com quem Max havia treinado quando eram adolescentes, adquiriu o Fogo Esmeralda do local conhecido como Coração da Wealdath, fonte real do poder que alimentava o Trono. Ela foi capaz de absorver parte do poder de Éon e dissipar o restante pela floresta, de volta à fonte, enfraquecendo-o.


Éon fase 2

Tempos depois, Éon se junta à Sociedade das Sombras para tentar se aproximar de Shayera, meia-irmã de Selina, e seduzi-la a lutar ao seu lado, acreditando que, assim como sua irmã, ela também seria capaz de usar o Fogo Esmeralda. Sem sucesso em obter a aliança de Shayera, Éon retorna à Wealdath, onde a própria floresta o imbui com mais poder para que ele possa combater um mal maior na forma de Seker-Hunefer, que estava profanando um antigo santuário élfico para seus próprios fins malignos. Éon é derrotado por Seker em batalha épica, mas se redime perante os poderes da floresta e meses depois é reformado pelo Coração da Wealdath para se tornar seu guardião.

O poder de Éon cresceu rápida e gradativamente desde então e ele se tornou uma força da natureza, um ser composto de puro Fogo Esmeralda. Sua maestria deste poder se tornou tamanha que ele passou utilizar-se de outras fontes do Fogo Esmeralda advindas de outros locais naturais por Faerûn. Éon agora não tem mais limites quanto ao seu raio de ação dentro do continente e talvez de todo o planeta, e se auto-proclamou guardião do equilíbrio natural.


Éon fase três

Poderes e Habilidades: Além de habilidades e magias de ranger e druída, Éon possui o poder do Fogo Esmeralda que emana do próprio ciclo da natureza e se acumula no coração das maiores e mais antigas florestas. O Fogo Esmeralda pode ser utilizado para produzir uma grande variedade de efeitos, incluindo aumento temporário dos atributos físicos (Força, Destreza e Constituição), recomposição limitada da matéria natural, criação de um campo de proteção (conferindo Resistência à Magia, Redução de Dano e resistência a fogo e eletricidade), teleportação através de plantas e rochas, disparar rajadas de fogo verdejante e curar ferimentos críticos, entre outros efeitos. Na realidade, Éon se tornou um ser elemental e constrói para si corpos temporários de formas e tamanhos variados, de pequeno à enorme, a partir de rochas, terra, ossos de animais mortos e plantas. Ele utiliza ou descarta estes corpos temporários quando necessário. Éon possui características de elemental e é imortal.


Última edição por Xande em Sab Abr 15, 2017 12:42 am, editado 11 vez(es)
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARCANO Mitologias

Mensagem por Peti em Qua Jun 01, 2016 7:57 pm

Tá meio roubado esse Éon aí,hein? lol!
avatar
Peti
Viciado
Viciado

Mensagens : 387
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 36
Localização : Onipresente

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARCANO Mitologias

Mensagem por Xande em Qua Jun 01, 2016 11:12 pm

Espera só pra ver o próximo da lista.
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARCANO Mitologias

Mensagem por Peti em Qui Jun 02, 2016 11:57 pm

Dá uma olhada na minha narrativa até o status quo atual dela lá na biografia de personagens(não sei se tá junto com o panteão anganni)

Tem muito material bom,inclusive de como ela protege sua região e a relação com Éon.
avatar
Peti
Viciado
Viciado

Mensagens : 387
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 36
Localização : Onipresente

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

SELINA

Mensagem por Xande em Sex Jun 03, 2016 10:19 pm

Selina era filha de comerciantes bem-sucedidos e viveu uma vida sem problemas até atingir a maioridade, quando fatos de seu passado vieram á tona numa torrente de sonhos, pesadelos e revelações. Seu pai lhe contara apenas que sua mãe lhe dera a luz na estrada, numa noite de grande tempestade e que tiveram a ajuda de pessoas da floresta. A mãe de Selina morreu no parto e essas pessoas disseram a seu pai que em troca de sua vida, um destino seria traçado pra ela, num futuro ainda distante. Os anos se passaram e Selina crescia sentindo um tênue mas significativo vínculo com a natureza à sua volta. Quando fez 15 anos, uma druida veio buscá-la e todo seu passado lhe foi então revelado por seu pai e a mulher em trajes rústicos. Foi o único dia em sua vida que ela lembra de ter chorado.


Selina Folha Verde

Sua irmã adotiva, Shayera, tentou impedir a todo custo que a levassem mas não era o fato de ir que perturbava Selina e, sim, a força desse desejo. Ela passou penosamente por todas as provas da Ordem do Bosque Verdejante durante 3 anos, enquanto outras crianças morriam ou desistiam. Ninguém acreditava que uma criança mirrada como ela duraria tanto. Porém, anos depois, ela não era mais uma noviça, era mulher feita, e foi enviada em sua primeira missão: resgatar o Cajado do Arquidruida da Ordem do Bosque Verdejante. Nessa empreitada, conheceu pessoas que a ajudaram inúmeras vezes e Selina passou longos meses ao lado deles, fortalecendo-se em poder até sentir que sua dívida com essas pessoas estava paga.


Guardiã fase um

Então, em um evento de grande magnitude em que Éon, um ranger renegado da Ordem tentou declarar guerra contra os povos civilizados, Selina chegou ao ápice de seu poder ao clamar pra si poder do Fogo Esmeralda, obtido do próprio Coração da Wealdath. Com tal poder e com a ajuda da Aliança Brilhante, ela enfrenta e derrota Éon. Tempos depois de retornar do Plano Arena dos aresianos, ela foi informada por uma de sua antigas aliadas, a deusa Manú dos anganis, que um local de grande poder druídico estava abandonado, Selina ponderou que o local não poderia persistir sem sua presença e que poderes deste antigo círculo poderia ser mal utilizado, se descoberto. Ela deixou tudo e todos pra trás e se exilou nessa região, reclamando pra si as energias do local, onde até hoje ela pacientemente aguarda pessoas que fatalmente irão tentar reclamar o que agora é seu para proteger. Selina tem total conhecimento do local e suas particularidades, através de suas magias e habilidades de druida, sendo praticamente impossível se aproximar de seu território sem que ela perceba ou seja avisada de alguma forma, salvo por teleportes, que nunca são apreciados por ela e são tratados como ofensivos e respondidos á altura. Ela construiu e espalhou inúmeros menires por toda a extensão da floresta, todos eles com magias pré-engatilhadas armazenadas por Selina pra situações e inimigos específicos e ela tem meios de chegar à qualquer um deles em fração de segundos.


Guardiã fase dois

Nos últimos meses, ela e Éon têm mantido uma relação estreita mas nada fácil. Parece que Selina gostaria de ser mais como Éon, ao mesmo tempo que, em seu coração, sabe que Éon é quem deveria ser mais como ela. Selina vive pela máxima pessoal de que a natureza ainda estará aqui quanto tudo mais se for. Ela acredita que ações intempestivas e cobiça por poder é um caminho que leva à corrupção, senão do espírito, da alma do ser. Embora repudie variados atos do mundo civilizado, mantém cautelosa vigilância, sabendo que a hora de agir chegará no momento apropriado, e que o próprio tempo trará soluções. Não obstante, por vezes uma chama verde queima em seus olhos quando essa máxima fraqueja.


Guardiã fase três

Poderes e Habilidades: Além de habilidades e magias de druída, Shayera possui o poder do Fogo Esmeralda que emana do próprio ciclo da natureza e se acumula no coração das grandes e mais antigas florestas. O Fogo Esmeralda pode ser utilizado para produzir uma grande variedade de efeitos, incluindo aumento temporário dos atributos físicos (Força, Destreza e Constituição), recomposição limitada da matéria natural, criação de um campo de proteção (conferindo Resistência à Magia, Redução de Dano e resistência a fogo e eletricidade), teleportação através de plantas e rochas, disparar rajadas de fogo verdejante e curar ferimentos críticos, entre outros efeitos. Na realidade, Selina se tornou uma criatura planta e possui todas as características de planta. Selina é imortal.


Última edição por Xande em Sab Jun 04, 2016 1:11 am, editado 2 vez(es)
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARCANO Mitologias

Mensagem por Peti em Sex Jun 03, 2016 11:01 pm

OP flower
avatar
Peti
Viciado
Viciado

Mensagens : 387
Data de inscrição : 16/01/2010
Idade : 36
Localização : Onipresente

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

CRIATURA NÊMESIS

Mensagem por Xande em Ter Jun 07, 2016 9:16 pm

Nascido da confluência entre os elementos do fogo e da terra, o ser que viria a ser conhecido como a criatura nêmesis era tao poderoso que fez tremer os planos elementais, instilando temor até mesmo nos arcomentais, os príncipes elementais.

Ninguém realmente sabe como a criatura surgiu, ou se houve um motivo para tal. Muitos acham que ela foi criada pela Rainha do Caos, mesclando o espírito malévolo e corrompido de um demônio em um ser elemental, para lutar ao seu lado contra os Duques do Vento de Aaqa, outros acham que a criatura nêmesis foi um ser mal gerado pelos deuses elementais. A verdade é que ela simplesmente foi criada expontâneamente de um confluxo elemental milhões de anos atrás.


Mawí e a criatura nêmesis

Os arcomentais Ogrémoch e Imix tentaram usar a criatura nêmesis contra seus inimigos assim que a notaram, mas ela se mostrou poderosa e indomável demais para ser controlada, e grandes aflições devastaram os planos elementais. Temendo que a criatura pudesse causar um grande e irreparável desequilíbrio nestes planos e além, Kossuth, deus do fogo e Grumbar, deus da terra, baniram a criatura, selando-a num ponto distante de Toril, longe das civilizações.

A queda da criatura nêmesis e sua própria presença no Plano Material criou o arquipélago onde hoje vivem os anganis. Antes da chegada deste povo no entanto, a criatura foi perturbada e acordou por duas vezes, destruindo em épocas diferentes dois povos que fizeram das ilhas o seu lar. Foi a partir daí que ela recebeu sua alcunha atual de nêmesis, pois ela destruiu quase todo um pequeno panteão adorado pelo segundo povo que destruiu, antes que o herói-deus Mawí pudesse novamente sela-la em sua prisão sob um vulcão.


Selo sobre a prisão da criatura nêmesis

Sem saber desta história a semi-deusa Manu leva seus anganis para as ilhas, mas logo que a descobre procura reloca-los. No entanto, Lorde Ao permite que ela crie um novo panteão, padroeiro dos anganis, para observar a criatura nêmesis e mante-la aprisionada. Com isso, Manu e os deuses anganis são elevados como entidades divinas mais poderosas do que os deuses que haviam sido destruídos pela criatura.


Monólito de magma

Poderes e Habilidades: A criatura nêmesis possui as habilidades e as características combinadas de elementais primais da terra e do fogo, bem como àquelas de uma abominação (poder equivalente à posto divino zero). Ela também possui uma terrível baforada que combina danos iguais de fogo e ácido e cada vez que é ferida fisicamente, seu "sangue" em forma de lava gera um monólito elemental de magma.
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARCANO Mitologias

Mensagem por Xande em Sab Abr 15, 2017 12:51 am

Postem aqui a ordem que vocês gostariam de ver nesta seção, entre Íblis, Estilhaço, Mandurang, Manu, Bruticus, Astreane, os avianos de Thespides ou O iluminado.
avatar
Xande
Maluco
Maluco

Mensagens : 580
Data de inscrição : 24/01/2010
Idade : 44
Localização : Kauhale

Ver perfil do usuário

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: ARCANO Mitologias

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum